30 junho 2012

Town and Cape Town Gardens

Na quarta-feira passada (27/06/2012) minhas duas primas, minha avó, meu host brother e eu fomos a um passeio no centro da cidade.

Dez horas da manhã, Logan já estava tocando a campainha para nos chamar. Minha avó e a outra prima já estavam esperando-nos lá fora. Para ir até a estação de trem, pegamos um atalho que cruzava a linha do trem e dava nos fundos da estação. Uma área que não é bonita nem muito frequentada sem ser por moradores de rua :s

Corremos para dar tempo de comprar os tickets e pegar o trem que já estava à espera dos passageiros, mas ele partiu enquanto a vó comprava os bilhetes. Ela comprou para todo mundo, ida e volta em primeira classe.

Esperamos uns vinte minutos e o trem chegou. E deixem eu falar: primeira classe é outra coisa! Estava bem vazio, fazia muito silêncio no vagão, tinha bastante gente branca (por favor, não entendam isso como preconceito), um homem estava usando o notebook...  E o preço foi o dobro da 3ª classe.

Conforme o trem ia andando, minha host avó ia me contando o que tinha em cada lugar, quem já tinha morado lá, como se usa o transporte público para chegar... Na metade do trajeto, cinco seguranças passaram fiscalizando tickets vagão por vagão. Um homem por não ter o bilhete, comprou mais caro em uma máquina que a segurança usava pendurada no pescoço. Achei aquilo incrível! haha

Uns quarenta minutos depois, chegamos à estação central, chama ‘Cape Town’. É de lá que todos os trens saem e é pra lá que todos eles voltam. Eu nem de longe imaginava um lugar com aquele porte. Era IMENSO, parecia-se com um aeroporto. Tudo lá é sofisticado, as plataformas, o quadro de horários, lojas, tem até balcão de informações!

Eu pedi para que minha avó me mostrasse onde eu devo pegar o trem para quando eu for para o parque de diversões – o que provavelmente acontecerá nas próximas semanas – e fomos até o posto de informações. Eu já sei a estação que devo descer e o trajeto, porque consultei no mapa do site dos trens.  A moça que atendia deu uma enrolada e disse que eu teria que pedir informação só no dia em que eu estivesse indo. 

Praça
Para sair de Cape Town – entendam como o nome da estação e não da cidade – subimos as escadas rolantes que desembocavam dentro de um shopping! Saímos e seguimos para uma praça, onde tinham vários camelôs, a maioria vendia roupas. A vó olhou, olhou e nós a seguíamos... Um tempinho depois pegamos a rua ao lado e começamos a andar.

As ruas do centro da cidade são muito bonitas, com prédios enormes e muitos são bem antigos. O que eu achei interessante foi o fato das ruas terem ciclovias para ciclistas e um sinaleiro só para eles também.



I'm in NYC!
Uma estátua qualquer
A host vó foi subindo uma rua, descendo outra e estávamos na frente dos jardins de Cape Town, “The Company’s Garden”.  Logo na entrada o chão já estava coberto de folhas marronzinhas, bem cara de outono...


Tinham vários esquilos correndo de um lado pro outro, subindo e descendo das árvores, andando pela grama e correndo entre os pedestres para pedir amendoins ou nozes. Eles eram bem bonitinhos e pequenos, e não tinham medo nenhum das pessoas!

Meu host brother saiu correndo dos bichinhos, dizendo que tinha medo de esquilos (sim, esquilos). Achei que foi meio que dramatização para ganhar atenção, mas tudo bem... Eu fiquei parado, tirando fotos e querendo levar um deles pra casa junto comigo haha

Gustavo and the chipmunks 
Nessa hora eu vi dois homens e uma mulher conversando em português... Ouvi só uma frase, "ela tinha 17 anos", e fiquei com vergonha de ir falar que eu também era do Brasil.

Já era hora do almoço e lanchamos no restaurante que tinha dentro do Jardim.  Sentamos em mesas que ficam em um espaço descoberto e embaixo de árvores imensas. Eu pedi um hambúrguer de frango com batatas fritas e Coca-Cola.

Atrás da nossa mesa, sentaram-se duas mulheres, cada uma tinha uma filha pequenininha. Uma das menininhas estava vestida de branca de neve e não queria comer e nem parava quieta. Uma hora ela saiu correndo pelo lugar, pegou o saleiro de uma das mesas e começou a chupá-lo até que a mãe percebeu e a fez largar... Foi MUITO engraçado! haha

Na hora de pagar eu avisei que usaria meu cartão e minha host vó não entendeu como dividiríamos a conta sendo que eu não tinha como dar o dinheiro pra ela. Era meio óbvio né, mas tudo bem. Fomos ao balcão, eu avisei que pagaria tais itens da conta e deu certinho. As crianças queriam doce e a vó comprou um pirulito para cada um.


Seguimos para a outra parte do jardim. Entramos em um gramado cheio de pombas, no centro tinha um chafariz com um anjo no topo que jorrava água e peixes nadando no fundo daquela tanque de água esverdeada. 

Eu e minha host vó
Saindo dali, entrávamos no jardim das rosas, lá existem 25 espécies diferentes! Só se viam algumas brancas, vermelhas ou cor-de-rosa porque o resto já estava secando. No centro desse jardim, tinha uma árvore de limão, rodeada por um tipo de cerca-viva.


A saída é pelos grandes portões do jardim, que dava acesso a uma praça. Lá tinham estátuas, canhões, tanques d’água e bancos. Num deles minha avó e as crianças se sentaram para esperar eu tirar fotos. 







Tartaruga
Fomos embora andando por uma rua bem longa, embaixo de árvores secas e cheia de folhas no chão. Depois passamos em frente a Catedral St George's, uma igreja enooorme e que estava fechada L


St George's Cathedral
Da igreja, seguimos bater perna pelas ruas da cidade. Entramos em uma loja de presentes para turistas - com preços altíssimos - e também em várias barraquinhas que ficavam na rua.


Voltamos para a estação, passamos em algumas lojas de roupa do shopping de lá e depois paramos para sentar e tomar refrigerante. Também fomos novamente ao balcão de informações, onde uma moça simpática me atendeu e passou por escrito os horários e a plataforma correta do trem. 

Para voltar para casa o trem em que estávamos dentro foi cancelado e tivemos que trocar. Na estação próxima daqui de casa, minha tia pegou todos de carro e voltamos pra casa.

Foi bem legal e fiquei feliz em saber que a host vó quis sair só para me mostrar a cidade J

27 junho 2012

Doro's farewell

No sábado passado (23/06/2012) eu fui ao shopping com duas amigas minhas da escola.

Tínhamos combinado que eu as encontraria na estação de trem e de lá elas viriam para minha casa para depois minha host mom levar-nos no shopping. Eu cheguei um pouco atrasado na estação, elas já estavam todas preocupadas.


Nesse dia eu fiz uma limpeza daquelas no meu quarto, lavei minhas roupas e estendi, arrumei o quarto e me arrumei para sair... A manhã rendeu e deve ter sido esse o motivo do meu atraso.

Enquanto esperávamos a Sharon ficar pronta e o Jim voltar do trabalho, conversamos, começamos a assistir ‘De repente 30’ e eu emprestei o filme que eu tinha prometido à Angeline, ‘Sweet November’.

Dei dois sabonetes que comprei no Brasil de presente de despedida para a Doro, um de chá verde e o outro de camomila. Ela adorou! Busquei no meu quarto o cartão, câmera, celular e dinheiro e saímos.




Chegamos ao shopping, minha host family nos deixou no estacionamento e eles foram fazer compras. De lá, fomos ao cinema e decidimos o filme que veríamos: LOL. Foi escolha da Doro, e só ela estava afim de assistir aquilo.


Aqui, quando se compra o ingresso de cinema com cartão de crédito, a compra é feita em uma máquina parecida com caixas eletrônicos, chamada ‘self service’. Decidimos as poltronas que sentaríamos e as meninas foram comprar os ingressos em outra fila por conta do pagamento ser em cash.

Eu fiz todos os passos da compra corretamente e o cartão deu erro. Tentei uma vez, tentei outra, tentei em todos os outros self services e não dava certo. Mas há uns meses eu tinha ido no mesmo cinema e os brasileiros, que tem o mesmo cartão que eu, tinham comprado certinho nas máquinas. Eu esperei mais alguém chegar para eu ver como faria para comprar. Vi que o problema estava na hora de eu passar o cartão e inseri-lo na outra maquininha ao lado! Depois até ajudei mais duas mulheres que estavam na fila.

O filme começava só dali duas horas. No tempo vago resolvemos comer. Doro escolheu um café chamado ‘Mugg & Beans’, no qual levamos um susto quando recebemos o cardápio. Decidimos só tomar as bebidas que havíamos pedido e depois ir até um fast food para comer.


Fomos até o ‘Wimpy’, comemos, rimos e conversamos. Ao lado da minha mesa sentou-se a minha tia avó e a família dela. Depois fomos ao supermercado porque a Angeline queria comprar chips.




Assistimos o filme – que foi mais legal do que eu pensava e tinha um “mini-intercâmbio” no enredo – e eu liguei para a minha host mom vir pegar-nos no shopping.  Esperamos do lado de fora e ela chegou rapidinho.


A Sharon deixou as meninas na estação de trem e lá eu me despedi da Doro. Dei um abraço, desejei tudo de bom na nova vida dela e falei “espero te ver novamente...L

Quando eu voltei para casa já estava cheio de gente aqui. Estava passando um jogo de rugby na televisão, África do Sul X Inglaterra, o que foi pretexto para ter churrasco. Até a irmã do meu host dad estava aqui! (É que ela não é muito próxima da família, devo ter a visto no máximo quatro vezes esse ano)

Fizeram muffins com alguma coisa diferente no meio, que pelo jeito que eles reagiram quando eu e minha prima comemos eu acredito que seja bebida alcóolica... A janta saiu tarde e depois eu fui dormir.

Nesse dia meu host dad fez piada com o jeito que como e tentou disfarçar... Não é minha culpa se educação é o que falta aqui ;)

25 junho 2012

Bowling e farewell


Na sexta-feira passada (22/06/2012) tivemos um passeio de despedida aos intercambistas que estarão voltando este mês para seus países natais. Foi no ‘Let’s go bowling’ com o YOU2AFRICA e também com as host families.

Iniciava 06hr da tarde, quinze para as seis eu já estava prontinho à espera dos meus host parents no sofá. Eles chegaram do trabalho 18:30hr e dez minutos depois estávamos à caminho de Claremont. No trajeto minha host mom recebeu uma ligação da minha coordenadora, perguntando se realmente iríamos comparecer... Atraso é o segundo nome da minha host family.

Chegamos lá e as host families estavam divididas já jogando as próprias partidas de boliche. Na nossa ‘pista’ estava minha coordenadora e outro cara da agência.

Desta vez o salão estava diferente porque era de noite. Tinha um globo de espelhos e luzes coloridas. 

Minha host mom foi a primeira a jogar. Imagina aquela mulher de bota de salto fino tentando jogar a bola... Quando a Sharon soltou a bola, ela foi para trás ao invés de ir em direção aos pinos, foi m u i t o engraçado! Depois foi meu host dad, que estava mais interessado no jogo de rugby que estava passando na televisão da lanchonete ao lado do que com o boliche...

No final das contas, os meus parents e o pessoal do YOU2AFRICA deram o lugar deles no jogo para outros intercambistas. Por falar em intercambistas, chegaram novas pessoas na minha agência, mas mais velhos do que eu e para fazer trabalho voluntário aqui. Pelo que soube tem um cara e uma mulher do Brasil.

O resultado do jogo foi Sharon em primeiro lugar (quem jogou por ela foi a Maria), eu em segundo e o resto das colocações eu não lembro. Só sei que eu joguei muito mal dessa vez, muito mal mesmo!

O coordenador do YOU2AFRICA veio conversar comigo e  falou que achava que eu tinha crescido bastante desde a 1ª vez em que nos vimos. Para mim eu continuo do mesmo tamanho, só voltando para o Brasil para confirmar...

Depois serviram uns salgadinhos e salada e mais tarde, porções de batata frita com pedacinhos de peixe frito. A Maxine corria por todo o lugar, depois quis andar na pista dos pinos de boliche e começou a chorar por não deixarem.

Minha host family e eu fomos embora porque a Maxine não comportava-se e também porque não tinha muito mais o que se fazer por lá. Não foi tãããão divertido assim, mas deu para "espairecer". 

Update semanal

Segunda-feira – 18/06/2012
Eu não sabia se eu realmente tinha aula, aí minha host mom disse que eu poderia ficar em casa e foi o que fiz... Eu não estava com o meu humor lá essas coisas.

Descobri que tem leite condensado aqui!!!

Terça-feira – 19/06/2012
Acordei várias vezes durante à noite com medo de perder o horário para a escola. Depois de quase uma semana acordando às 10, 11 horas, não é fácil voltar ao ritmo normal não...

Antes de o sinal bater para irmos para as salas o Benjamin apareceu no colégio. Ele estava com uma blusa de lã, calça jeans e tênis... Já tinha dado para ver que ele não tinha vindo para estudar. Ele só tinha ido para a escola para conversar com a diretora e pegar o boletim. Na próxima semana ele vai viajar para um país vizinho, Namíbia, e voltará um dia antes do embarque para a Alemanha. Portanto, acho que aquela foi a última vez que nos vimos. Eu estava sem minha câmera, sem nenhum presente pra ele... foi tão sem querer. A Yohari deu para o Benjamin um saquinho com uma concha e areia da praia, já que o que ele mais fazia era surfar, e outro presente. Nos despedimos, nos abraçamos... é L

Nesse dia na escola alguns professores devolveram os testes e nossos resultados:
  •  Ciências – 1º Teste (94/150 = 62% e ganhei um “Nice J”) 2º Teste (75/150 = 50% e ganhei um “K”). A professora novamente brincou que eu tinha tirado mais nota do que as meninas da minha mesa... No final da aula ela falou que eu tinha feito um bom teste.
  •  Geografia – 1º Teste (82/140 = 59%) e 2º Teste (23/60 = 41%) resultando em 58% do Term.
  •  Inglês – Teste Romeu e Julieta (27/35 = 77% e ganhei um “Good”), Produções de texto (24/50; 12/25; 12/25 = 48% e ganhei “Good effort Gustavo!”, “Good try Gustavo” e “Good!) resultando em 53% do Term.
  •  História – Teste (72/100 = 72%) e Trabalho (50/100 = 50%) resultando em 66% do Term.
O professor de matemática tinha faltado e não pude pegar meus resultados... Nessa aula eu e mais três meninas ficamos jogando dados. A brincadeira era assim: você apostava lápis e canetas e a primeira pessoa que tirasse seis no dado ficava com tudo. Eu não tinha o que apostar e uma menina me deu uns sete lápis de cor, foi engraçado.

No recreio eu estava na arquibancada sozinho, comendo minha pipoca, quando a diretora apareceu e falou “Oi Gustavo! Tudo bem? Agora vou conversar com você...”. Na hora eu gelei e realmente pensei que tinha feito algo muito errado para MS Jacobsan vir falar comigo. Mas ela só queria passar o recreio conversando sobre intercâmbio. Ela me contou que o cunhado dela é casado com uma brasileira chamada Andréia, que o marido dela já foi para o Brasil, que ela tem medo de andar de avião, que depois da metade do ano ela estará indo para a Suíça para uma convenção em defesa do meio-ambiente e eu também contei um pouquinho da minha vida.

Também no recreio, uma menina de uns treze, quatorze anos, veio me perguntar se eu era da Nova Zelândia e eu respondi que era do Brasil. Ela perguntou se a África do Sul era parecida com o Brasil e eu respondi que sim... Dois minutos depois ela me deu as costas e começou a gritar para as amiguinhas dela que ela tinha falado comigo. Vai entender...

Na volta para casa, quando desci na estação de trem e apresentei meu ticket fui barrado na saída. A mulher falou que o meu ticket só era válido para a ida e não para a volta. Eu JURAVA que o ‘Single’, como chamam aqui, era válido para a volta também... Mas esse é chamado ‘Return’. Eu estava sem dinheiro, sem nenhum telefone de contato e entrei em pânico, minha língua deu um nó e não sabia o que fazer. Eu tentei chamar algumas pessoas que sempre pegam trem comigo, para me emprestarem dinheiro, mas o segurança pensou que eu estava tentando fugir da fiscalização... Eu simplesmente não sabia o que fazer. Falei para a mulher que eu só tinha R4 e era SÓ aquilo mesmo. Ela pegou na bolsa dela a diferença que faltava para a compra do ticket e pagou para mim. Ela deve ter percebido minha situação, sei lá... Eu agradeci e perguntei quando é que ela estaria novamente na estação de trem para eu pagá-la, mas ela pediu para eu deixar pra lá.

Quarta-feira – 20/06/2012
Na madrugada desse dia o Marley estava latindo muito e eu acabei acordando. Estava morrendo de medo que tivesse algum ladrão ou coisa do tipo aqui em casa.

Fizemos um teste de inglês para o próximo Term. Era bastante coisa para pouca nota.

À noite eu liguei rapidinho do telefone daqui de casa para o Brasil e há quanto tempo que eu não ligava, hein?! Falei para minha mãe ficar online no Skype para podermos conversar.

Quinta-feira – 21/06/2012
O pessoal da escola fez teste de Afrikaans e eu pude ficar em casa.

Compram pizza – de pizzaria – para o jantar, coisa que nunca acontece aqui.

Meu host dad veio falar para mim e para o Jarrod que quando acabasse o leite era para eu ir até o freezer e ver se tinha mais lá dentro. Caso não tenha, devo avisar que acabou, porque o Sr Host dad não quer chegar em casa e não ter leite. Eu nunca fiz isso, pedir as coisas, porque acho que é falta de educação, parece que estou exigindo que reponham o que acabou, não sei... Sem contar que ele não pode exigir coisas que não me pediu anteriormente ;)

Falei com a minha host mom sobre as coisas que estou programando para as férias e ela disse que não tem problema nenhum e sempre que ela puder vai me levar e buscar.

Sexta-feira – 22/06/2012
Quando entrei no colégio vi que a Tatiana (Itália) estava sem uniforme e despedindo-se de alguns professores. Esperei ela terminar, disse tchau e nos abraçamos. Mais uma já foi...

Recebi minha nota de matemática: 56% do Term. O boletim eu só vou pegar na volta às aulas, mas não fiquei tão chateado com meus resultados... Passei em todas as matérias J

Na última assembly do term a diretora convidou a Doro e mais outros 3 alunos norte-americanos para sentar-se lá ná frente. Esses alunos vieram morar na África do Sul com os pais e agora vão mudar novamente para a América... e a Doro estará voltando semana que vem para a Alemanha. Ela fez um discurso bem legal e curtinho. No período de recreio, antes da assembly, ela estava toda preocupada com o que iria falar e com a vergonha que passaria. Já começo a suar frio só de lembrar que terei que fazer isso no final do ano...

Na volta eu troquei minha gravata com a Doro, já que ela não precisará mais. Não sei o que tinha de errado com minha gravata, ela era pequena e o nó ficava feio...

21 junho 2012

How to save money in Cape Town?

Oi pessoal!

Acho que esse é o primeiro post aleatório que estou fazendo para o blog... Preciso começar a fazer isso com frequência. A razão de eu estar aqui é que me sugeriram um tópico para post e vi que até que tem bastante coisa para se falar sobre o assunto. Sejam bem-vindos à “Como economizar na Cidade do Cabo”!

Provavelmente você levaria um susto quando visse os preços daqui, já que o rand é 4X o real. Para ficar mais claro, digamos que uma Coca-Cola lata custa R12 o que é aproximadamente R$3, aí o preço fica meio que justo. À primeira vista você pensa “Meu Deus! DOZE REAIS em uma Coca-Cola?!”, mas com o tempo a cabeça acostuma-se a olhar o preço e dividir automaticamente por quatro. Até acho que já melhorei na minha matemática por conta disso...

#1 – Comida
Por morar em casa de família, eu nunca me preocupo em comprar comida para fazer em casa, mas o preço costuma ser o mesmo do Brasil. O que geralmente compro aqui são lanches, quando saio e vou ao shopping com os amigos. Fast food é uma boa opção de economizar dinheiro, já que em uma refeição você gasta de R40 a R50, aproximadamente R$10 a R$12.50, e não precisa se preocupar em cozinhar e etc. Restaurantes são mais caros aqui.

Alguns dos fast foods daqui
#2 – Higiene
Aqui eu compro meus produtos de higiene, exceto pasta de dentes e papel higiênico, que a família sempre repõe. O preço também é parecido com o do Brasil e para quem vai vir sozinho, como eu, não precisa se preocupar porque compra-se pouco e dura por um bom período.

#3 – Transporte
Uma boa para economizar é usando transporte público. Aqui você pode ir para quase todo lugar com trem. Paga-se em um ticket de terceira classe ida e volta R12 aproximadamente R$3. Para ir para as áreas nos arredores da estação de trem e dos bairros, usa-se taxi. Taxi aqui são vans que cobram a partir de R6 aproximadamente R$1.50 para o transporte. Também existem os ônibus, mas nunca usei aqui e não sei o preço.


#4 – Passeios
Os passeios geralmente valem o preço que cobram. Claro que sempre uma boa pesquisa antes vale a pena e pode salvar algumas dezenas de rands. No entanto em alguns passeios não tem como driblar o valor, por exemplo, os Parques e Reservas Nacionais. Aí o jeito é pagar mesmo.

Table Mountain
#5 – Presentes
Na maioria dos shoppings existem lojas que vendem bugigangas para turistas e lá eles aproveitam para cobrar um valor alto. Não compre em lugares assim e muito menos em lojas de pontos turísticos. Compre uma coisinha ou outra, que você sabe que não vai encontrar em outro lugar ou que é só para recordação. Minha dica é comprar os presentes em lojas não tão famosas e centrais, onde pode se conseguir uma boa diferença nos preços.

#6 – Roupas
Cape Town é bem vantajosa no quesito de roupas. Digo, roupas sem marcas conhecida ou de supermercado. As roupas de marca aqui são bem caras e chegam a superar o preço do Brasil. A maioria dos supermercados tem lojas especializadas somente em roupas, onde você pode encontrar algumas coisas boas por um precinho atraente. Existem também as lojas só de roupas, onde o preço varia, e muitas vezes se iguala ao preço brasileiro.





#7 – Eletrônicos
Venha com seu kit de eletrônicos do Brasil. Não deixe para comprar a câmera ou o computador aqui. O preço pode ser igual ou maior, sem contar que você não vai aproveitar a garantia.

#8 – Comunicação
Para se comunicar com o pessoal dentro da Cidade do Cabo é vantajoso comprar um chip de qualquer operadora e créditos. O chip é muito barato R0,50 aproximadamente R$0,12 e serve no seu celular brasileiro se ele for desbloqueado. Você pode comprar créditos a partir de R5. Ligações não usam muitos créditos e muito menos SMS. Internet você pode usar pelo celular ou de qualquer outra forma será bem caro, falo por experiência própria.

Algumas das operadoras

 Espero que tenha sido útil. Viram só? É só sugerir que tem post! Beijão! 

Cinco meses


Dia 17/06/2012 completei mais um mês em Cape Town! E dessa vez só lembrei porque vi que um outro intercambista publicou no facebook que tinha completado mês aqui... O tempo realmente está passando rapidinho se eu for parar, pensar e ver tudo que já vivi aqui. Eu fico meio bobo quando vejo quantos posts esse intercâmbio já rendeu.

Vocês já também pararam para pensar no que é tempo?  O intercâmbio anda me intrigando e me questionando bastante quanto à essa resposta. Principalmente agora que vários intercambistas estão terminando o programa e voltando.

A gente vive um ano inteiro, completamente diferente, e depois tudo acaba? Será que é assim ou é diferente? Então eu tenho que aproveitar ao máximo, né? Mas as vezes o tempo parece não passar, parece estar congelado. De vez em quando os ponteiros do relógio acham justo dar algumas voltas e os dias do calendário andam para frente... Aí quando vejo já estou no 5º mês, em quase metade do ano que eu sonhei.


Às vezes acho que estou muito apegado à tudo que deixei para trás... Mas as vezes acho que é a única coisa concreta e que me dá forças pra continuar, sabe? Quero fazer história, quero tornar esse ano especial, quero marcar a vida de outras pessoas...

Mas intercâmbio não vem com manual de instruções. Você faz o seu intercâmbio. A questão é: existe um jeito certo? Eu estou fazendo do jeito certo? É uma oportunidade única, que não tem reprise e sim só flashbacks lá no futuro...

"Cada segundo que passa é um milagre que jamais se repete."

Também preciso destacar algo que ando sentindo frequentemente: estabilidade. Não sei se essa é a expressão correta, mas vou dar um jeito de explicar para vocês... "A expressão estabilidade está associada à ideia de permanência em um determinado estado por um determinado tempo."

Meu inglês parece que simplesmente parou de crescer e meu cerebrozinho parou de acrescentar novas coisas desse outro idioma lá dentro. Claro que ando aprendendo mais coisas, mas não como antes... Acho que no início era tudo novidade e eu tinha mais coisas para perguntar e aprender. Isso pode até ser sinal de que já aprendi bastante! Não é?!

Saudade dá e passa. Vai e volta. Cutuca a ferida. Mas a gente aprende a lidar com isso. Aprende a controlar ou muitas vezes pensa que aprendeu.

Essa é a hora em que volto ao início do post e arrumo tudo que ficou sem sentido. Obrigado por ouvirem meu chororô.

Father's day

No domingo (17/06/2012) foi dia dos pais aqui na África do Sul. Eu acordei, tomei meu café da manhã e assisti televisão. Lá pelas tantas, minhas host mom comentou que estava indo ao shopping e que eu poderia ir junto para aproveitar e ir ao banco.

O Jarrod tinha preparado na cozinha um lugar cheio de ingredientes e temperos para que o pai dele fizesse o almoço. Ele também colou nos armários alguns papéis escritos “Master Chef SA” e um “You have two hours, go!”. O intuito era fazer um cenário parecido com o reality show de culinária que assistimos toda terça-feira. No final das contas o pai dele deixou pra lá...


Para quem não sabe eu estava sofrendo de depressão pós-dinheiro-da-pochete-acabar, até que fui ao caixa eletrônico tirar dinheiro. Foi a primeira vez usando meu cartão aqui na África do Sul, e foi até que engraçado. Eu era acostumado no Brasil a ir ao banco pagar contas e fazer depósitos, mas aqui foi um pouquinho diferente.

R$25
Por primeiro, quando eu inseri o cartão a máquina sugou ele lá pra dentro, sem nem deixar uma pontinha para fora. No Brasil a gente coloca o cartão, mas consegue vê-lo... Eu só pensei "fodeu J" e continuei a seguir os passos na tela. Aí o caixa eletrônico me perguntou se eu queria tirar o dinheiro de cheque, cartão de crédito, poupança... A resposta era meio óbvia, mas eu fiquei cinco minutos olhando para a tela e pensando no que clicar. Depois, escolhi a quantidade de R600, o dinheiro saiu certinho e na hora entreguei os R400 para a mom, pagamento da internet.

Depois fomos a algumas lojas e Sharon comprou o presente para o pai dela e para o Jim. Ela comprou para os dois algumas meias, chocolates e um mouse de computador em forma de nave espacial. Como sempre foi tudo em cima da hora...

Na volta paramos no mercado 'Food Lovers' e quando chegamos em casa as crianças entregaram os presentes para o Jim no quarto e fomos almoçar na casa da minha avó.

O almoço demorou um pouquinho para sair. Tinha carne de boi, porco e frango; purê de abóbora, arroz colorido, batatas assadas, legumes assados... Estava bem gostoso! Para a sobremesa teve “custard”, que é um creme doce que se come quente com algum tipo de pudim.


Passamos o dia todo lá e não tinha muito que fazer. No final da tarde teve torta de limão, torta de leite e torta de menta e depois voltamos para casa. A noite falei no skype com meus pais...
"Viu como somos nós dois? Tem algo entre nós que só nós dois sabemos, além do amor, claro"

18 junho 2012

The Range and Ocean Basket

Flyer do lugar
No sábado (16/06/2012), durante a tarde, um casal de amigos da minha host mom veio até a nossa casa. Eles vieram aqui por dois motivos:

O primeiro foi para trocar a nossa máquina de exercícios pela deles. Agora temos uma plataforma vibratória! Vou tentar dizer adeus à minha vida sedentária, como tentei há um tempo atrás.

O segundo foi para ajudar meus host parents a escolher um salão de festas. Ah! Eu devo ter esquecido de contar aqui no blog. Mas há umas semanas atrás meus host parents marcaram a data do casamento deles para Junho/2013. Já me falaram que tenho que voltar junto com a minha família para a África para estar presente na festa.

Depois de montarem a plataforma aqui na sala da minha casa, fomos até o salão de festas 'The Range'. Para chegar lá pegamos a BR e uma rua sem pavimentação, que logo no início tinha uma igrejinha e uns 100 metros a frente, o salão.

Era de madeira e não muito grande. Atrás tinha outro espaço com tendas brancas para receber outras festas. Ao lado tinha um playground e do outro lado um gramado enorme.

Em frente tinha uma plantação de uvas que estendia-se até a linha do horizonte e quase não conseguíamos ver o final. O sol estava amarelinho e dava uma cor bonita à plantação. Realmente me arrependi de não ter levado a câmera. Fica a dica pra você intercambista: carregue a câmera para qualquer lugar que vá!

Os adultos ficaram de pé no gramado e conversaram sobre o salão, a acomodação e etc. Jarrod e Maxine foram brincar e era a coisa mais bonitinha ver aquela coisinha pequeneninha correndo. O que não foi nenhum pouquinho bonito foi a situação que ficaram as meias dela depois...

Enquanto eles conversavam, duas pessoas passaram montadas à cavalo naquela estradinha. Pareceu até que eu estava em minha chácara... Que saudades de andar à cavalo :(

Foto de 2011, ela se chama Serena J
Depois fomos para outro salão, que estava com os portões fechados e acabamos nem entrando. Seguimos para um prédio comercial com alguns restaurantes.

A primeira parada foi em um restaurante de comida japonesa/chinesa, mas por eles só aceitarem dinheiro em espécie não pudemos comer lá. Acabamos indo até o 'Ocean Basket', um restaurante de frutos do mar.


Eu pedi batata frita com calamari (Não sei se é uma espécie ou se é só o jeito que chamam aqui, mas é lula). Até então eu só tinha comido um pedacinho de calamari nesse post, do prato da minha avó. E comi frito, dessa vez foi grelhado...

Grelhado
Frito
Ao invés da comida vir no prato, veio servida na panela mesmo! Quando olhei minha panela pensei "não vou comer isso não". Mas como eu fiz a escolha, fechei os olhos e coloquei o polvo goela à baixo. E tava gostoso! Quem diria, o quase sul africano comendo frutos do mar! O que a África não faz com as pessoas...

Terminamos a comida, eles conversaram um pouco e voltamos para casa. O casal de amigos voltou junto com a gente porque tinha que pegar alguma coisa aqui em casa.

17 junho 2012

Update semanal

Segunda-feira – 11/06/2012
Eu acordei MUITO atrasado para a escola. Era 07:38hr quando levantei da cama, o horário que geralmente estou na estação embarcando no trem. Primeiro eu pensei no porquê do meu celular não ter despertado e depois pensei se realmente era segunda-feira ou se eu só tinha acordado assustado na manhã de domingo. Infelizmente era segunda... Eu coloquei meu uniforme num piscar de olhos, peguei o dinheiro para meu ticket e saí correndo para a estação de trem.

Por sorte, quando cheguei à escola eu não era o único atrasado. As turmas da minha série ainda estavam formando filas para ir para as salas de aula. Eu cheguei e fui até o final da fila enquanto o pessoal da minha sala gritava “Gustavo!”.

Fiz teste de inglês no ginásio em que sempre temos assembly, lá couberam todas as turmas. O colégio colocou dois aquecedores bem grandões para esquentar o hall, um em um canto e o outro aquecedor no outro. Eu sentei pertinho de um deles, mas o “meu” aquecedor não estava funcionando, só o lá da frente L

Na correria para sair de casa acabei esquecendo meu dicionário. Tenho certeza que perdi algumas questões por falta de vocabulário.

Para adoçar meu dia só mesmo a caixa de bombom da Garoto
Terça-feira – 12/06/2012
O amor estava no ar no Brasil durante o dia dos namorados! Mas Valentine’s Day já passou faz tempo aqui... Lembram?

Fiz teste de matemática e fui o último a terminar. Foi no ginásio novamente e o meu último teste! Agora é esperar para ver os resultados na próxima semana.

Comecei a ficar com gripe e dor de garganta, acredito que foi por conta dessas mudanças climáticas de Cape Town.

Quarta-feira – 13/06/2012
A partir de quarta-feira passei a ficar em casa porque meus testes acabaram...


Tomei o mesmo xarope que a Maxine estava tomando contra gripe. Minha host mom falou no dia anterior que eu também deveria tomar, manhã, tarde e noite.

Quinta-feira – 14/06/2012
Acordei lá pelas 09:30hr e dei de cara com meu host dad na cozinha. Acho que ele estava bem atrasado... Geralmente durante os dias de semana pela manhã quem está em casa é a Maxine, a nanny e eu.

Durante à tarde fez um solzinho que deu conta de me fazer até passar calor! A nanny e eu levamos a Maxine para brincar no gramado que tem em frente a nossa casa. Ela tava tão bonitinha correndo de um lado para o outro com aquelas botinhas de borracha cor-de-rosa, com aquele tamanhozinho, que peguei a câmera... Uma meia hora lá fora me rendeu 119 fotos! :o



Estava tão entediado que resolvi jogar vídeo-game... Fiquei mais entediado ainda. Definitivamente eu não nasci pra video-games.

Sexta-feira – 15/06/2012
Eu já estava bem melhor da gripe/garganta!

Fui andando para o shopping que tem aqui perto de casa. Confesso que eu realmente estava morrendo de medo de sair de casa desacompanhado pelo meu bairro, mas fui e voltei são e salvo! Graças a Deus, porque né...

Eu queria ir ao shopping pra comprar algumas coisinhas e ver se eu achava alguma oferta especial de presente para o dia dos pais, para eu dar para meu pai quando eu voltar pro Brasil. A saída rendeu uma jaqueta nova e quatro presentes. (Na volta do shopping encontrei a menina que conheci neste post, Alexis).

Meus host parents demoraram a voltar para casa depois do trabalho, eu estava até estranhando. Mas eles só tinham ido ao mercado comprar as coisas para fazer pizza J

PS.: O final de semana vem separado desta vez!

Maxine mandou um beijo antes de eu terminar o post!

13 junho 2012

Update semanal

E aí galera! Atrasei um pouco o blog porque estava dedicando bastante tempo em fazer nada aqui na África do Sul, me desculpem. Como todos sabem – ou deveriam saber – tenho uma péssima memória. Portanto esse update será baseado no que escrevi nos últimos dias no meu twitter.

Queria agradecer à quem já curtiu a página do blog e se você ainda não passou por lá, clica aqui e curte!

Segunda-feira – 04/06/2012
Fiz teste de Life Sciences.

Terça-feira – 05/06/2012
Não tive testes e pude ficar em casa e dormir até tarde.  Choveu o dia todinho.

Meu pai me passou os números do meu seguro-saúde como eu havia pedido. Uma vez fui reler o contrato do seguro e percebi que o único telefone que tinha no papel era para chamadas nacionais.  Vai que acontece alguma coisa e eu não tenho como entrar em contato?!

Falando em contrato, minha mãe não estava achando o contrato do meu programa de intercâmbio... Fiz ela achar via webcam no meio das minhas coisas...

Recebi um email da minha coordenadora, convidando minha host family e eu para uma festa de despedida no boliche para os intercambistas que irão embora no meio do ano.

Meu host dad foi buscar a mãe dele e ela veio passar alguns dias aqui em casa. A noite minha avó também veio aqui e jantamos todos juntos.

Falei pela primeira vez com uma amiga minha na webcam. (Isso não é muito relevante, mas é só para deixar anotadinho o dia em que falei com a Isabelle).

Quarta-feira – 06/06/2012
No caminho para a escola minha tia me deu carona. No carro minha prima me deu um pote com metade de um muffin dentro, o qual ela tinha me prometido no dia anterior. Tudo começou quando ela e minha avó estavam conversando que tinha sobrado um muffin na cozinha e que ninguém queria comer. Aí eu falei que era pra elas darem para mim, e Logan levou a sério! Eu fiquei com uma metade e ela com a outra. Tinham pedacinhos de chocolate dentro, muuuuito bom!

Eu fiz teste de história (Eu achei que estaria impossível, mas até que estava fácil) e minha mom foi fazer entrevista em outra sede da Volkswagen, mas próxima daqui de casa, para que ela trabalhe mais perto e não tenha que enfrentar congestionamento.

A Doro levou brownies para eu comer no recreio, awn! Fazia um tempão que eu estava pedindo que ela fizesse pra mim, já que uma vez ela disse que os brownies dela eram uma delícia. E estavam bem gostosos mesmo!

Logo que eu cheguei em casa dei de cara com a mãe do meu host dad. Ela não foi muito amigável comigo nesses dias que passou aqui em casa. Ela falou umas duas vezes comigo nesse período, depois de me dar aquela olhada de cima a baixo.

Tivemos hambúrguer para o jantar; a maxine começou a ficar doentinha e não parava de tossir; descobri que meus pais trocaram de carro!

Quinta-feira – 07/06/2012
Acordei desesperado com medo de estar atrasado para o colégio, mas era meu dia off e não tive que ir para a escola. A melhor parte do dia foi ver o mundo despencando lá fora e eu quentinho dentro de casa.

Teve macarrão à bolonhesa no jantar. O menino daqui de casa quase que me tirou do sério por conta do jantar...

Sexta-feira – 08/06/2012
Fiz teste de matemática.

Meu host dad levou a mãe dele embora para a casa dela.

Meus host parents iam sair, mas acabaram ficando em casa porque a Maxine não estava muito boa.

Tivemos pizza para o jantar. O clima estava tão gostoso na sala, com o aquecedor ligado e com uma coberta, que acabei dormindo por lá. Acordei de madrugada e vim aqui pra minha casa. (Porque aqui não tem mamãe, que te acorda e fala “vai para cama ou você vai amanhecer todo torto nesse sofá”).

Quase cochilando enquanto assistia 'Game of Thrones'
Sábado – 09/06/2012
Durante a tarde fomos ao shopping. Em uma loja eu vi um anel que – teoricamente – indica o humor, eu estava amarelo: ‘cool’. Também vi carne de avestruz no supermercado e alguns preços de Nikon em outras lojas.

Quando voltamos, às 16hr, almocei uma xícara de café e dois misto-quentes. Cortei meu cabelo e depois minha tia, minhas primas e meus avós vieram aqui pra casa e jantamos. Teve muscadel para minha prima e eu :)

Eu também dei um pacotinho de bala de bananas para eles provarem. Minha mom adorou e disse que parecia doce de frutas secas. Minha avó AMOU e depois que todo mundo pegou uma bala do pacote, ela foi para o sofá e levou junto o pacote todo. Meu host dad não gostou muito, falou que quando eu fosse mandar doces brasileiros brasileiros para eles, que eu não mandasse o negócio de banana...

Domingo – 10/06/2012
Sonhei na noite anterior que eu estava no Beto Carrero!


A mom, minha prima e eu fomos ao shopping novamente. Compramos as coisas para fazer a lasanha que minha host mom tinha prometido fazer depois que eu pedi; ela foi ao banco e eu comprei 3 presentes para o pessoal do Brasil.

Depois do almoço vimos o application da nova intercambista que virá morar com a minha tia. Minha host mom falou que ainda tinha o meu guardado e me mostrou... O pior é que lembro-me de quando escrevi tudo aquilo, deu uma saudade...(Também descobri que meu host dad falou que eu era “filhinho de mamãe” quando leu meu application).

Durante essa semana minha host mom descobriu que os boletos da internet não haviam chego porque estavam sendo entregues no antigo endereço dela. À noite eu lembrei que eu tinha que entregar o dinheiro que ela pediu (O nosso combinado realmente será R200, aproximadamente R$50, por mês). Quando fui pegar de dentro da minha pochete, vi que eu tinha só 300epouquinhos rands. Aí eu a avisei que não tinha o dinheiro suficiente e eu precisava ir no banco. A mom falou que não era para eu me preocupar porque ainda era necessário esperar os boletos virem.

Eu ainda estava usando o dinheiro que comprei nesse post, agora vou passar a usar meu cartão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...