25 junho 2012

Update semanal

Segunda-feira – 18/06/2012
Eu não sabia se eu realmente tinha aula, aí minha host mom disse que eu poderia ficar em casa e foi o que fiz... Eu não estava com o meu humor lá essas coisas.

Descobri que tem leite condensado aqui!!!

Terça-feira – 19/06/2012
Acordei várias vezes durante à noite com medo de perder o horário para a escola. Depois de quase uma semana acordando às 10, 11 horas, não é fácil voltar ao ritmo normal não...

Antes de o sinal bater para irmos para as salas o Benjamin apareceu no colégio. Ele estava com uma blusa de lã, calça jeans e tênis... Já tinha dado para ver que ele não tinha vindo para estudar. Ele só tinha ido para a escola para conversar com a diretora e pegar o boletim. Na próxima semana ele vai viajar para um país vizinho, Namíbia, e voltará um dia antes do embarque para a Alemanha. Portanto, acho que aquela foi a última vez que nos vimos. Eu estava sem minha câmera, sem nenhum presente pra ele... foi tão sem querer. A Yohari deu para o Benjamin um saquinho com uma concha e areia da praia, já que o que ele mais fazia era surfar, e outro presente. Nos despedimos, nos abraçamos... é L

Nesse dia na escola alguns professores devolveram os testes e nossos resultados:
  •  Ciências – 1º Teste (94/150 = 62% e ganhei um “Nice J”) 2º Teste (75/150 = 50% e ganhei um “K”). A professora novamente brincou que eu tinha tirado mais nota do que as meninas da minha mesa... No final da aula ela falou que eu tinha feito um bom teste.
  •  Geografia – 1º Teste (82/140 = 59%) e 2º Teste (23/60 = 41%) resultando em 58% do Term.
  •  Inglês – Teste Romeu e Julieta (27/35 = 77% e ganhei um “Good”), Produções de texto (24/50; 12/25; 12/25 = 48% e ganhei “Good effort Gustavo!”, “Good try Gustavo” e “Good!) resultando em 53% do Term.
  •  História – Teste (72/100 = 72%) e Trabalho (50/100 = 50%) resultando em 66% do Term.
O professor de matemática tinha faltado e não pude pegar meus resultados... Nessa aula eu e mais três meninas ficamos jogando dados. A brincadeira era assim: você apostava lápis e canetas e a primeira pessoa que tirasse seis no dado ficava com tudo. Eu não tinha o que apostar e uma menina me deu uns sete lápis de cor, foi engraçado.

No recreio eu estava na arquibancada sozinho, comendo minha pipoca, quando a diretora apareceu e falou “Oi Gustavo! Tudo bem? Agora vou conversar com você...”. Na hora eu gelei e realmente pensei que tinha feito algo muito errado para MS Jacobsan vir falar comigo. Mas ela só queria passar o recreio conversando sobre intercâmbio. Ela me contou que o cunhado dela é casado com uma brasileira chamada Andréia, que o marido dela já foi para o Brasil, que ela tem medo de andar de avião, que depois da metade do ano ela estará indo para a Suíça para uma convenção em defesa do meio-ambiente e eu também contei um pouquinho da minha vida.

Também no recreio, uma menina de uns treze, quatorze anos, veio me perguntar se eu era da Nova Zelândia e eu respondi que era do Brasil. Ela perguntou se a África do Sul era parecida com o Brasil e eu respondi que sim... Dois minutos depois ela me deu as costas e começou a gritar para as amiguinhas dela que ela tinha falado comigo. Vai entender...

Na volta para casa, quando desci na estação de trem e apresentei meu ticket fui barrado na saída. A mulher falou que o meu ticket só era válido para a ida e não para a volta. Eu JURAVA que o ‘Single’, como chamam aqui, era válido para a volta também... Mas esse é chamado ‘Return’. Eu estava sem dinheiro, sem nenhum telefone de contato e entrei em pânico, minha língua deu um nó e não sabia o que fazer. Eu tentei chamar algumas pessoas que sempre pegam trem comigo, para me emprestarem dinheiro, mas o segurança pensou que eu estava tentando fugir da fiscalização... Eu simplesmente não sabia o que fazer. Falei para a mulher que eu só tinha R4 e era SÓ aquilo mesmo. Ela pegou na bolsa dela a diferença que faltava para a compra do ticket e pagou para mim. Ela deve ter percebido minha situação, sei lá... Eu agradeci e perguntei quando é que ela estaria novamente na estação de trem para eu pagá-la, mas ela pediu para eu deixar pra lá.

Quarta-feira – 20/06/2012
Na madrugada desse dia o Marley estava latindo muito e eu acabei acordando. Estava morrendo de medo que tivesse algum ladrão ou coisa do tipo aqui em casa.

Fizemos um teste de inglês para o próximo Term. Era bastante coisa para pouca nota.

À noite eu liguei rapidinho do telefone daqui de casa para o Brasil e há quanto tempo que eu não ligava, hein?! Falei para minha mãe ficar online no Skype para podermos conversar.

Quinta-feira – 21/06/2012
O pessoal da escola fez teste de Afrikaans e eu pude ficar em casa.

Compram pizza – de pizzaria – para o jantar, coisa que nunca acontece aqui.

Meu host dad veio falar para mim e para o Jarrod que quando acabasse o leite era para eu ir até o freezer e ver se tinha mais lá dentro. Caso não tenha, devo avisar que acabou, porque o Sr Host dad não quer chegar em casa e não ter leite. Eu nunca fiz isso, pedir as coisas, porque acho que é falta de educação, parece que estou exigindo que reponham o que acabou, não sei... Sem contar que ele não pode exigir coisas que não me pediu anteriormente ;)

Falei com a minha host mom sobre as coisas que estou programando para as férias e ela disse que não tem problema nenhum e sempre que ela puder vai me levar e buscar.

Sexta-feira – 22/06/2012
Quando entrei no colégio vi que a Tatiana (Itália) estava sem uniforme e despedindo-se de alguns professores. Esperei ela terminar, disse tchau e nos abraçamos. Mais uma já foi...

Recebi minha nota de matemática: 56% do Term. O boletim eu só vou pegar na volta às aulas, mas não fiquei tão chateado com meus resultados... Passei em todas as matérias J

Na última assembly do term a diretora convidou a Doro e mais outros 3 alunos norte-americanos para sentar-se lá ná frente. Esses alunos vieram morar na África do Sul com os pais e agora vão mudar novamente para a América... e a Doro estará voltando semana que vem para a Alemanha. Ela fez um discurso bem legal e curtinho. No período de recreio, antes da assembly, ela estava toda preocupada com o que iria falar e com a vergonha que passaria. Já começo a suar frio só de lembrar que terei que fazer isso no final do ano...

Na volta eu troquei minha gravata com a Doro, já que ela não precisará mais. Não sei o que tinha de errado com minha gravata, ela era pequena e o nó ficava feio...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...