30 junho 2012

Town and Cape Town Gardens

Na quarta-feira passada (27/06/2012) minhas duas primas, minha avó, meu host brother e eu fomos a um passeio no centro da cidade.

Dez horas da manhã, Logan já estava tocando a campainha para nos chamar. Minha avó e a outra prima já estavam esperando-nos lá fora. Para ir até a estação de trem, pegamos um atalho que cruzava a linha do trem e dava nos fundos da estação. Uma área que não é bonita nem muito frequentada sem ser por moradores de rua :s

Corremos para dar tempo de comprar os tickets e pegar o trem que já estava à espera dos passageiros, mas ele partiu enquanto a vó comprava os bilhetes. Ela comprou para todo mundo, ida e volta em primeira classe.

Esperamos uns vinte minutos e o trem chegou. E deixem eu falar: primeira classe é outra coisa! Estava bem vazio, fazia muito silêncio no vagão, tinha bastante gente branca (por favor, não entendam isso como preconceito), um homem estava usando o notebook...  E o preço foi o dobro da 3ª classe.

Conforme o trem ia andando, minha host avó ia me contando o que tinha em cada lugar, quem já tinha morado lá, como se usa o transporte público para chegar... Na metade do trajeto, cinco seguranças passaram fiscalizando tickets vagão por vagão. Um homem por não ter o bilhete, comprou mais caro em uma máquina que a segurança usava pendurada no pescoço. Achei aquilo incrível! haha

Uns quarenta minutos depois, chegamos à estação central, chama ‘Cape Town’. É de lá que todos os trens saem e é pra lá que todos eles voltam. Eu nem de longe imaginava um lugar com aquele porte. Era IMENSO, parecia-se com um aeroporto. Tudo lá é sofisticado, as plataformas, o quadro de horários, lojas, tem até balcão de informações!

Eu pedi para que minha avó me mostrasse onde eu devo pegar o trem para quando eu for para o parque de diversões – o que provavelmente acontecerá nas próximas semanas – e fomos até o posto de informações. Eu já sei a estação que devo descer e o trajeto, porque consultei no mapa do site dos trens.  A moça que atendia deu uma enrolada e disse que eu teria que pedir informação só no dia em que eu estivesse indo. 

Praça
Para sair de Cape Town – entendam como o nome da estação e não da cidade – subimos as escadas rolantes que desembocavam dentro de um shopping! Saímos e seguimos para uma praça, onde tinham vários camelôs, a maioria vendia roupas. A vó olhou, olhou e nós a seguíamos... Um tempinho depois pegamos a rua ao lado e começamos a andar.

As ruas do centro da cidade são muito bonitas, com prédios enormes e muitos são bem antigos. O que eu achei interessante foi o fato das ruas terem ciclovias para ciclistas e um sinaleiro só para eles também.



I'm in NYC!
Uma estátua qualquer
A host vó foi subindo uma rua, descendo outra e estávamos na frente dos jardins de Cape Town, “The Company’s Garden”.  Logo na entrada o chão já estava coberto de folhas marronzinhas, bem cara de outono...


Tinham vários esquilos correndo de um lado pro outro, subindo e descendo das árvores, andando pela grama e correndo entre os pedestres para pedir amendoins ou nozes. Eles eram bem bonitinhos e pequenos, e não tinham medo nenhum das pessoas!

Meu host brother saiu correndo dos bichinhos, dizendo que tinha medo de esquilos (sim, esquilos). Achei que foi meio que dramatização para ganhar atenção, mas tudo bem... Eu fiquei parado, tirando fotos e querendo levar um deles pra casa junto comigo haha

Gustavo and the chipmunks 
Nessa hora eu vi dois homens e uma mulher conversando em português... Ouvi só uma frase, "ela tinha 17 anos", e fiquei com vergonha de ir falar que eu também era do Brasil.

Já era hora do almoço e lanchamos no restaurante que tinha dentro do Jardim.  Sentamos em mesas que ficam em um espaço descoberto e embaixo de árvores imensas. Eu pedi um hambúrguer de frango com batatas fritas e Coca-Cola.

Atrás da nossa mesa, sentaram-se duas mulheres, cada uma tinha uma filha pequenininha. Uma das menininhas estava vestida de branca de neve e não queria comer e nem parava quieta. Uma hora ela saiu correndo pelo lugar, pegou o saleiro de uma das mesas e começou a chupá-lo até que a mãe percebeu e a fez largar... Foi MUITO engraçado! haha

Na hora de pagar eu avisei que usaria meu cartão e minha host vó não entendeu como dividiríamos a conta sendo que eu não tinha como dar o dinheiro pra ela. Era meio óbvio né, mas tudo bem. Fomos ao balcão, eu avisei que pagaria tais itens da conta e deu certinho. As crianças queriam doce e a vó comprou um pirulito para cada um.


Seguimos para a outra parte do jardim. Entramos em um gramado cheio de pombas, no centro tinha um chafariz com um anjo no topo que jorrava água e peixes nadando no fundo daquela tanque de água esverdeada. 

Eu e minha host vó
Saindo dali, entrávamos no jardim das rosas, lá existem 25 espécies diferentes! Só se viam algumas brancas, vermelhas ou cor-de-rosa porque o resto já estava secando. No centro desse jardim, tinha uma árvore de limão, rodeada por um tipo de cerca-viva.


A saída é pelos grandes portões do jardim, que dava acesso a uma praça. Lá tinham estátuas, canhões, tanques d’água e bancos. Num deles minha avó e as crianças se sentaram para esperar eu tirar fotos. 







Tartaruga
Fomos embora andando por uma rua bem longa, embaixo de árvores secas e cheia de folhas no chão. Depois passamos em frente a Catedral St George's, uma igreja enooorme e que estava fechada L


St George's Cathedral
Da igreja, seguimos bater perna pelas ruas da cidade. Entramos em uma loja de presentes para turistas - com preços altíssimos - e também em várias barraquinhas que ficavam na rua.


Voltamos para a estação, passamos em algumas lojas de roupa do shopping de lá e depois paramos para sentar e tomar refrigerante. Também fomos novamente ao balcão de informações, onde uma moça simpática me atendeu e passou por escrito os horários e a plataforma correta do trem. 

Para voltar para casa o trem em que estávamos dentro foi cancelado e tivemos que trocar. Na estação próxima daqui de casa, minha tia pegou todos de carro e voltamos pra casa.

Foi bem legal e fiquei feliz em saber que a host vó quis sair só para me mostrar a cidade J

6 comentários:

  1. Que lugares lindos!
    Confesso que tinha uma certa visão errada da Africa e pelo que vejo nas suas fotos eu estava BEM ERRADA! :P Adorei a tartaruga! amo de paixão tartarugas :D Alias como disse no comentário do outro post sim esta tendo novos casos de gripe suína, bem menos que da ultima vez, mas as pessoas já estão alerta... Ahh e sobre o inglês me conforto em saber que você também nunca gostou mas consegui aprender e ta se virando bem, espero que eu também consiga! HAHA o dia aqui amanheceu ensolarado esta um dia lindo, ótimo pra lotar os parques da cidade! ;) Beijão Gus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria das paisagens daqui são lindas!
      As pessoas tem uma visão totalmente distorcida da África do Sul, inclusive eu, antes de descobrir e procurar o que realmente esse país tinha à me oferecer. Com o inglês eu estou me virando bem, espero que de certo com você também!
      Sai de mim H1N1! Aproveita o dia milagroso em Curitiba, beijos!

      Excluir
  2. Como todo bom Curitibano passei a tarde entocada em casa HAHA espera o fim de semana e quando ele chega fica só na internet UASHUAHSUAHSUAHS O inglês to fazendo porque quero prestar uma prova de mestrado, sou velhinha já, passei da epoca do ensino médio, to ate pensando em prestar um novo vestibular, vamos ver o que dá, ah e também pra um dia poder viajar né... já pensou que faculdade quer fazer?
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O inglês com certeza vai dar uma turbinada no meu currículo e lá na frente me facilitar a viajar também :) Ano que vem é meu ano de prestar vestibular e até agora eu tinha decidido publicidade... mas agora não se de mais nada! :p

      Excluir
  3. As imagens do seu intercâmbio estão quebradas, só está funcionando a do farol

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...