25 abril 2012

Robben Island

No último domingo (22/04/2012) nós, intercambistas do YOU2AFRICA, fomos a mais um passeio.

Acordei às oito horas, fiz minha mochila, tomei café-da manhã e minha host mom me levou até o ponto de referencia em que tínhamos marcado encontro. Esperamos alguns minutos dentro do carro até que vi Ben e Marlene em frente ao Nando’s e fui esperar a van do YOU2AFRICA junto deles. Depois Rafael e Pedro chegaram e embarcamos na van com os outros intercambistas.

Tem uma nova intercambista, ela é da Suiça e vai passar só dois meses aqui. Não sei o porquê, mas para mim ela é idêntica a Xuxa.

The new exchange student
Chegamos ao Waterfront e o motorista da van foi ao prédio da excursão para Robben Island para tirar algumas dúvidas. Nós, aproveitamos para ir na lojinha que vendia souvenires da ilha. Comprei um cartão postal.

Esperamos a outra parte dos intercambistas chegar e fomos novamente para o mesmo prédio. Lá entramos em uma fila e depois passamos pelo detector de metais para ter acesso ao deck com o barco que nos levaria para a ilha.

Barco Sikhululekile
Antes de entrar no barco, um cara chamava as pessoas de cinco em cinco para tirar uma foto. Eu fui com a Malu e uns outros homens do YOU2AFRICA.

O andar descoberto do barco estava lotado, aí acabamos indo dentro mesmo. Uma turma de pessoas do Equador sentou perto da gente e meu espanhol está decadente... Não sei mais formar nem uma frase!

Menos de meia hora – chacoalhando dentro do barco – e já tínhamos chego. Saímos e um guia nos levou andando até a prisão em que o Nelson Mandela ficou preso.


Lá dentro pudemos andar e entrar dentro das celas comunitárias e um outro guia nos levou até uma delas para explicar como tudo funcionava lá antigamente. Ele usou como exemplo um cartão de identificação do presidiário e a escala de trabalho em tamanho bem ampliado.


A prisão é dividida em seções e conforme íamos andando a seção mudava. Seguimos para o pátio, onde tivemos mais explicações, e depois fomos para a seção com celas individuais. Vimos a cela do Nelson Mandela – que era trancada e tinha o pinico, cômoda e colchonete que ele usou – e entramos em algumas das outras celas. Em cada uma delas havia uma foto do presidiário que a usou e a data de nascimento e óbito.





Saindo da prisão, pegamos um ônibus que nos levou ao redor da ilha. Lá existe uma pequena cidade, com casas, igreja, escola... A escola fechou, porque na ilha só tinham 12 crianças para frequentá-la e agora é necessário pegar o barco para ir estudar. Um guia ia falando no microfone conforme avançávamos.


Vimos o cemitério dos presidiários e também vimos um passarinho com bico e pata alaranjada e penas pretas. No planeta existem apenas cinco mil e dois mil deles estão na África do Sul!

Paramos uns 10 minutinhos em uma lanchonete que tinha no caminho. Comprei uma coca-cola e um chocolate. Foi tão rápido que deu tempo de tirar algumas fotos, comprar as coisas e já estávamos de novo no ônibus.


Ele nos deixou no “porto” onde pegamos o barco novamente. Por sermos os primeiros a voltar da excursão, a parte descoberta do barco ainda estava com lugares vagos.

O barco demorou um pouco para sair... Mas foi ótima a sensação de estar lá em cima! Nem se compara com a minha ida à ilha. O vento é muito forte e congelante e era engraçado tentar manter-se em pé.





Na saída do barco estavam vendendo por R30 (Aproximadamente R$ 7,50) a foto que tiramos na entrada. Mas eu não estava com conhecidos e nem tinha ficado tão bonito, então nem comprei.

Quando chegamos ao Waterfront novamente, a coordenadora nos soltou para almoçar e fazer compras e só marcou o horário para voltarmos: 17:10hr na torre do relógio.

Torre do Relógio
Malu pagou o almoço que estava me devendo no Spur (Uma carne de porco divina com batata frita e cebola) e depois saímos olhar lojas. Comprei mais algumas lembranças da África do Sul, mas não vou colocar foto aqui porque senão não será surpresa quando eu voltar...

Minha primeira vez aqui!
Eu e o Carrosel Veneziano
Tiramos fotos e já tinha chego a hora de voltar. A van nos deixou no Nando’s e minha host mom já estava me esperando. Eu tentei arranjar carona para os brasileiros, mas o carro estava cheio e ficou para uma próxima.

Foi muito bom o passeio, quero mais L

Nos falamos na próxima atualização, ok? Só queria falar pra vocês que agora reativei meu formspring. Então, caso tenha alguma dúvida ou queira saber algo a respeito de intercâmbio, clica aqui que eu respondo com o maior carinho. 

8 comentários:

  1. Gu,meu amor, como sempre seu post está demais....amei tudo,principalmente as fotos....que recordação,heim,filhão.bj,te amo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi mamãe! Fico feliz que tenha gostado.. Realmente tô cheio de fotos e recordações. Beijos, te amo!

      Excluir
  2. Luana - Rio de Janeiro26 de abril de 2012 14:32

    Adooooro seu blog ! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico tão feliz de ouvir isso! Obrigado MESMO! Continua a acompanhar, tá?

      Excluir
  3. Amo viajar, fazer um intercambio então, deve ser demais, tenho muita vontade. Gostei do post, adoro história e fotografias, você juntou e fez esse post, bacana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Ianê! Continue a acompanhar o blog, sempre tem histórias e fotografias novas. Beijos!

      Excluir
  4. Oi Gustavo, acabei de te adicionar no facebook! AMO seu blog. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já te aceitei Nathália, você arrancou um sorriso do meu rosto com seu comentário... Obrigado por ler o blog!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...